Martins comenta estreia da Vivo Keyd na C.O.P.A., treinos e mais; confira a entrevista

Martins acredita que equipe melhorou com a entrada de Level Up, explica diferença entre a Keyd dos treinos e dos campeonatos e fala sobre formato da C.O.P.A

Depois da Vivo Keyd se destacar na primeira semana da C.O.P.A Free Fire, o site conversou com Gabriel “Martins“, um dos remanescentes do time que conquistou o vice-campeonato no último Split do Liga Brasileira de Free Fire (LBFF). O jogador falou sobre a estreia da equipe, a adição do Level Up, o trabalho nos treinos e o formato do torneio.

Ainda que tenha saltado em apenas quatro quedas, a Keyd ocupa a terceira posição na tabela com 137 pontos, ficando atrás apenas de RED Kalunga e GOD E-Sports, que saltaram tanto no sábado quanto no domingo, somando oito mapas no total.

Classificação C.O.P.A Free Fire – Rodada 2

Leia mais: Vivo Keyd brilha na primeira rodada da C.O.P.A Free Fire

Fizemos uma ótima estreia, conseguimos manter o top 3 em todas as [quatro] partidas e fizemos muitos abates“, avaliou Martins, que também comentou a evolução do time na hora do rush: “Deu uma melhorada com a entrada do Level, ele é especialista nisso“.

Ao longo das quedas, muito se discutiu sobre a diferença de desempenho da Vivo Keyd dos treinos em relação a do torneio. Em cima disso, Martins falou brevemente sobre a metodologia de trabalho da sua equipe: “A entrega é a mesma [nos treinos e nos campeonatos], só que usamos os treinos para ver onde estamos errando. Não consertamos os erros durante os treinos, deixamos para trabalhar da forma correta no campeonato, sendo assim, acabamos surpreendendo nossos adversários, como aconteceu com a Black Dragons em Brasília na primeira rodada“.

Martins acredita que todas as equipes que estão na disputa do campeonato “entram fortes na briga pelo título” e, ao final da conversa, destaca as principais mudanças entre os formatos da C.O.P.A e da LBFF: “O formato com 3 grupos faz com que a gente precise estudar bastante as calls e rotações das equipes. A depender do grupo, tudo muda, todas as equipes jogam de forma diferente“.

Leia também: Boletim #CopaFF: confira tudo o que rolou na semana de estreia da competição

Categorias: C.O.P.A. Free Fire, Free Fire
Tags: , ,

Deixe um comentário!