Image Alt
  /  C.O.P.A. Free Fire   /  Entrevista: Field acredita em título da Fear na C.O.P.A. Free Fire

Entrevista: Field acredita em título da Fear na C.O.P.A. Free Fire

A C.O.P.A. Free Fire chegou na sua reta final e um das equipes encaminhadas para a decisão do campeonato é a Fear, recém-chegada da Série C. Ao site, Field, um dos destaques da equipe, falou sobre a adaptação à elite e os desafios que o time enfrentou para se encaixar e manter bons resultados na competição. Além disso, o jogador também comentou com relação às expectativas para as últimas semanas de campeonato e apontou os dois adversários que mais podem atrapalhar a Fear na corrida pelo troféu.

Leia também: Resumo da Semana 8 da C.O.P.A. Free Fire

Depois de duas semanas em alta, a Fear se estabeleceu na nona colocação da C.O.P.A. Free Fire com 974 pontos. A distância com relação ao Santos, que ocupa a 12ª colocação, é de 59 pontos, um número confortável já que falta apenas uma semana para a grande final. A adaptação ao estilo de jogo das grandes equipes, segundo Field, se deu por causa da experiência dos jogadores que formam o elenco da Fear:

“Isso porque a maioria de nós já disputamos campeonatos oficiais da Garena, como a (antiga) Pro League, e até mesmo a LBFF. A adaptação foi rápida porque sempre estamos treinando diariamente com todos os times que já eram da Série A, mesmo quando estávamos na Série C”, disse.

Em contrapartida, a nova formação não está junta a muito tempo. Field conta que a equipe mudou suas peças antes de disputar a C.O.P.A. Free Fire e isso atrapalhou um pouco o rendimento dos jogadores, que foram desafiados a criar sinergia ao longo do torneio. O resultado obtido até então agrada o jogador, que se mostra feliz com a nova formação, e cita a vontade de “fazer história no cenário competitivo”.

“Enfrentamos diversos desafios, mas o principal foi por sermos uma equipe nova. A Fear antigamente contava com outros jogadores e o elenco mudou para a disputa da C.O.P.A. Free Fire. Acredito eu que a adaptação foi um dos nossos maiores desafios, mas estamos entrosando cada vez mais e conseguindo bons resultados, mesmo com tão pouco tempo juntos”, explicou.

Escute agora: Batman e Zultra debatem a rotina de um jogador profissional de Free Fire no mais novo episódio do Podsquad

De fato, a união dos cinco nomes que representam a Fear foi certeira, e isso pode ser concretizado no domingo, com a classificação para a decisão da C.O.P.A. Free Fire. Field carrega boas expectativas e deposita suas fichas no fator dedicação: 

“As expectativas (para as últimas semanas da C.O.P.A.) são as melhores, todos com o mesmo objetivo, que é ser campeão. Acredito que todas as equipes têm as mesmas chances de conquistar o título, o que vai diferenciar é a dedicação, o quanto daremos a vida dentro de cada partida para levantar o troféu, nosso objetivo, sonho e propósito”, comentou.

Entre aquelas equipes que podem ser uma “pedra no sapato” da Fear, Field destaca a líder B4, e a ressurgente paiN Gaming.

“Eu considero que os dois times mais fortes são B4 e paiN. A B4 tem demonstrado que é uma das equipes mais perigosas e manteve uma certa regularidade, se destacando desde o início até a reta final do campeonato. A paiN também tem mostrado um jogo em alto nível, conseguiu dar a volta por cima e conquistou um lugar na parte de cima da tabela, mostrando o potencial do time”.

Comentários (1)

  • responder

    Gabriel

    STRONGXL

    8 de julho de 2020

Deixe um comentário!

a
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

follow us on: