Image Alt
  /  C.O.P.A. Free Fire   /  Entrosamento pode ser a chave rumo ao título da C.O.P.A. Free Fire

Entrosamento pode ser a chave rumo ao título da C.O.P.A. Free Fire

Com a grande final da C.O.P.A. Free Fire se aproximando, muitos se perguntam quem será o campeão após uma série de 72 quedas intensas ao longo de uma fase regular que durou nove semanas.

As equipes possuem suas táticas, mas algo que chama atenção quando analisamos os 12 classificados para as finais é a questão dos squads que são enviados às quedas. Por mais que o talento e a estratégia sejam cruciais em uma partida de Free Fire, quando pensamos no médio e longo prazo, o entrosamento acaba se tornando fundamental para o sucesso.

Dos times que seguem adiante, os melhores colocados, coincidentemente (ou não), são aquelas que menos modificaram suas formações, com paiN, LOUD e INTZ, que escalaram apenas três times diferentes ao longo da fase de pontos.

Quando analisamos a LOUD, por exemplo, é possível perceber os motivos pelos quais a equipe foi a que mais teve BOOYAH! na C.O.P.A. (15). O time foi o que mais “atuou junto”, por assim dizer, com o squad formado por Noda, ShariiN, Vinzxi e Will caindo juntos por, incríveis, 68 vezes. Detalhe: todos os BOOYAH! da LOUD vieram com essa formação.

A paiN, que finalizou a fase de grupos em segundo após uma arrancada sensacional, engrenou mesmo foi com a formação Black, D3, Geerty e Ricck. O quarteto, que atuou em 42 quedas, marcou o BOOYAH! sete vezes, com Geerty sendo o destaque da equipe – realizou 101 abates durante toda a primeira fase.

Para efeito de comparação, a KaBuM!, penúltima colocada na C.O.P.A., utilizou 15 formações diferentes. Isso, em um esporte coletivo, pode ser preponderante para o sucesso ou fracasso de uma equipe.

Na parte de cima, a equipe que mais modificou seu squad foi a GOD, que utilizou nove formações distintas. A que mais atuou, composta por Bronco, General, Luffy e Pato, apareceu em 39 quedas e conquistou dois BOOYAH!.

Já a B4, líder absoluta do torneio, teve dois squads exaustivamente repetidos, o que também lhe garantiu um desempenho acima da média. O time formado por DeadGod, Kauelok, Modestia e Reei atuou por 28 quedas e registrou cinco BOOYAH!. A outra formação, porém, manteve DeadGod (que atuou em todos os squads), Kauelok e Modestia, mas teve o acréscimo de JN. Esse time atuou em 26 quedas e obteve três BOOYAH!.

DeadGOD, líder da B4, foi preciso no comando do time rumo a grande final (Foto: Cesar Galeão/Garena)

Claro que, para as finais, as equipes escolherão aquelas formações que melhor se saíram durante a primeira fase. Mas é importante frisar que, atualmente, todos se estudam, e o que pode definir a vida dos times na competição é o entrosamento. Times que atuam por mais tempo podem ditar chamadas bem feitas, rotações combinadas e avanços precisos.

A decisão da C.O.P.A. Free Fire acontece no próximo final de semana, com seis quedas no sábado e outras seis no domingo, a partir das 18h.  transmissão ao vivo no canal do YouTube e na BOOYAH!. Fique ligado nas redes sociais oficias da Garena no Twitter, Facebook e Instagram.

Leia também:

Comentários (2)

  • responder

    Allan Michel Souza

    Gosto muito desse jogo mais até agora não sei como fasso pra participar da copa

    18 de julho de 2020
    • responder

      Mano, foram selecionadas pela Garena, as 18 melhores equipes do Brasil. A oportunidade que temos de participar seria na Série C da LBFF, mas se não me engano já foram fechadas as inscrições.

      20 de julho de 2020

Deixe um comentário!

a
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

follow us on: