Black Dragons domina o 2º dia e vence C.O.P.A. Free Fire

Depois de um sábado com amplo domínio da paiN Gaming, todos esperavam que a equipe fosse vencer a C.O.P.A. Free Fire com sobras, já que a vantagem era...

Depois de um sábado com amplo domínio da paiN Gaming, todos esperavam que a equipe fosse vencer a C.O.P.A. Free Fire com sobras, já que a vantagem era bem grande para a Black Dragons e a Red Kalunga. Mas, no Free Fire competitivo, nada está definido. Com um domingo com três, BOOYAH!, dois segundos lugares e um terceiro, a Black Dragons passou o trem por cima de todo mundo e foi a campeã da primeira edição do torneio.

Ao final da C.O.P.A. FF, a BD completou 309 pontos nas 12 quedas das finais, contra 264 da paiN Gaming, a vice-campeã, e 259 da RED Kalunga, que completou o pódio.

O título coroa uma equipe que foi extremamente consistente e que apresentou um Free Fire de ótima qualidade, tal qual suas principais concorrentes nas finais. Apenas no domingo, foram 189 pontos e 40 abates. O destaque individual foi OTremBB, com 18 kills.

Com o fim da C.O.P.A. FF, ficamos na expectativa de mais um torneio, os Gigantes Free Fire, que reunirá as melhores equipes da América do Sul, sendo seis delas brasileiras (as seis melhores da C.O.P.A.). O campeonato terá início no dia 1º de agosto.

Confira abaixo um resumo do segundo dia das finais da C.O.P.A. Free Fire:

Com a paiN muito à frente na tabela, era natural que ela seria a equipe mais visada. Mas, mesmo assim, temos que levar em conta que estamos nas finais e todos os times, querendo ou não, precisam buscar pontos. O que impressionou, no entanto, foi que a paiN, apesar da liderança folgada, adotou uma postura muito agressiva, conseguindo 7 abates e uma boa pontuação, mesmo caindo logo cedo na primeira queda em Bermuda.

O destaque dessa primeira partida, porém, acabou sendo mesmo a RED Kalunga, que, apesar de sua queda discreta, somou muitos pontos e fez um BOOYAH! que podemos considerar oportunista e bem pensado. A vitória, que teve nove abates ao todo, veio em um duelo com outra das equipes que estavam brigando na ponta da tabela, a Black Dragons.

E por falar em Black Dragons, na segunda queda, primeira em Purgatório, o BOOYAH! foi deles, com sete abates e jogadas espetaculares, com uma eliminação tripla para cima da RED Kalunga com o uso do lança-granadas. A B4, líder durante a fase de grupos, acabou com a melhor pontuação e deu uma leve reagida.

Na volta à Bermuda, foi a vez da RED Kalunga encostar de vez na paiN e aumentar ainda mais a pressão nos então líderes das finais da C.O.P.A. Free Fire. Além do BOOYAH, a equipe teve 7 abates e se aproximou bem da Pain, que fez bons 22 pontos. Com a metade do dia disputado, já poderíamos cravar que o título viria de Black Dragons, RED ou paiN.

Com a chegada da quarta queda, um dos “sumidos” das finais reapareceu: a Vivo Keyd. A equipe, que chegou a liderar a C.O.P.A. FF, conquistou seu primeiro BOOYAH! dentro das finais e pontuou muito bem, fazendo um jogo que foi visto diversas vezes na fase de grupos. Outra equipe “sumida” e que seguiu assim foi o Corinthians que, até o momento, poderia ser considerada a maior decepção das partidas decisivas.

Na quinta queda, a Black Dragons foi um pouco mais discreta, mas conseguiu um BOOYAH! importantíssimo. Motivo: a RED Kalunga registrou 45 pontos, o melhor desempenho do domingo. A BD optou por fazer rotações mais à distância e, em um confronto final contra a própria RED, acabou vencendo a partida e salvando sua pontuação. À essa altura, mesmo com a paiN com um desempenho desastroso, tínhamos três equipes prontas para o título da competição.

E com a partida derradeira, acabou dando a lógica do dia e a premiação para a Black Dragons. Na volta à Purgatório, o trem da BD finalizou conquistando mais um BOOYAH, o terceiro da noite, o que culminou com o título da C.O.P.A. Free Fire de maneira absolutamente sensacional.

Categorias: C.O.P.A. Free Fire, Free Fire
Tags: , ,

Deixe um comentário!