Image Alt
  /  Free Fire   /  RED Canids Kalunga vence Gigantes Free Fire

RED Canids Kalunga vence Gigantes Free Fire

A RED Canids Kalunga foi a grande campeã do Gigantes Free Fire e garantiu o título do primeiro sul-americano organizado pela Garena. A competição aconteceu em oito quedas e teve as equipes brasileiras mostrando a força da região, refletida na classificação final (disponível no final do texto). A premiação em dinheiro conquistada pela Matilha foi de US$17,5 mil.

Além da RED, vale destacar o desempenho da GOD, que gritou o BOOYAH! quatro vezes, duas em Purgatório, uma em Bermuda e outra em Kalahari. A Black Dragons, campeã da C.O.P.A. Free Fire, fechou o dia em quarto lugar, enquanto a melhor colocada entre as equipes da Free Fire League foi a Newstar, que cravou a 6ª colocação.

Leia também:
Liga Brasileira de Free Fire retorna no dia 22 de agosto
Conhecendo o mapa ‘Kalahari’

Veja como foram as oito quedas disputadas:

O primeiro mapa, Purgatório, terminou com a GOD sobrevivendo e garantindo o BOOYAH! com 15 abates no total. A equipe conseguiu rotacionar de forma inteligente e surpreender os adversários até a trocação final contra a B4, que também brigava pela vitória. Ao todo, foram 50 pontos na conta dos Deuses. General, destaque da partida, foi responsável por sete das eliminações do seu time.

O segundo mapa, Bermuda, terminou com vitória da Samurai Team, que com cinco eliminações e o BOOYAH!, somou 37 pontos no final da partida. Diferente da primeira queda, quem dominou o final de partida foram os times da Free Fire League, que disputaram ponto a ponto as últimas colocações. A vitória da equipe de Andy foi em cima da Furious Gaming, que precisou executar uma rotação brilhante para sobreviver até o final de partida. A paiN foi a única entre as brasileiras que ficou no Top 4 pontuação, somando 22 pontos.

A primeira partida em Kalahari foi conquistada pela B4, mas quem dominou do início ao fim foi a INTZ, que mesmo não garantindo o BOOYAH!, fez 41 pontos e terminou a queda com 13 abates. Reei, sobrevivente dos Bastardos, conseguiu “marotar” muito bem no gás e levou a melhor em cima dos Intrépidos, que após vencer a trocação contra a Samurai Team, foram pressionados e eliminados pela zona elétrica. A B4 fechou a queda na segunda colocação com sete abates e 34 pontos.

Purgatório voltou e mais uma vez a GOD garantiu o BOOYAH! com um trabalho de posicionamento excepcional. A equipe conseguiu rotacionar bem até o final da queda e com cinco eliminações, terminou a partida com 30 pontos, sem confronto final, dado que a RED Kalunga, penúltima equipe a cair, acabou pressionada pelo gás. Na pontuação final, Alemão e companhia somaram ao todo 39 pontos, pois mesmo com o segundo lugar na queda, conseguiram 11 eliminações ao todo.

Bermuda retornou para a quinta queda, e quem gritou o BOOYAH! foi mais uma vez a GOD, que bateu a Furious Gaming no duelo Brasil x Argentina e garantiu com a vitória com 34 pontos e sete eliminações. A Black Dragons, que terminou a queda em terceiro lugar após Alokio finalizar o Jubinha, repetiu o feito da compatriota na primeira queda e somou 15 eliminações, o que garantiu a maior pontuação da queda: 45 pontos.

Kalahari, marcado por uma série de confrontos individuais entre as equipes da Free Fire League, teve mais uma vez a GOD levando a melhor em um final de queda completamente brasileiro, onde os Deuses garantiram o BOOYAH! em cima da RED Kalunga. A quarta sobrevivência veio acompanhada de seis abates e mais 32 pontos na tabela. A Samurai Team foi a única equipe estrangeira que conseguiu firmar seu lugar no Top 4 ao final da partida, garantindo 16 pontos.

O último Purgatório do dia terminou com BOOYAH! da RED Kalunga, que com 14 eliminações, garantiu 48 pontos na briga pelo troféu. Black Dragons, paiN Gaming e a argentina Newstar foram as equipes que ficaram vivas até o final. A BD caiu para a paiN, enquanto a Newstar foi finalizada pela Matilha. No final, o posicionamento no highground garantiu a vitória da RED em cima da paiN, que não conseguiu encaixar a trocação. 

Entre as equipes da FFL, mais uma vez a Samurai Team foi a única que garantiu o Top 4, somando 18 pontos no final da partida.

Bermuda, último mapa do Gigantes Free Fire, terminou com BOOYAH! da Newstar, que segurou a superioridade da FFL no território, marcando seis abates e 32 pontos para garantir a 6ª colocação na tabela geral. O final de queda foi mais uma vez marcado por domínio brasileiro, com paiN, RED, GOD e Black Dragons vivas ao lado da última sobrevivente.

A GOD precisava eliminar a RED para garantir o título e então foi para cima da Matilha, que perdeu a trocação, mas teve Wanheda saindo vivo e rotacionando de maneira brilhante com o veículo próximo a casa L. Enquanto isso, os Deuses foram pressionados pela Newstar, que também superou a paiN Gaming, um dos destaques da queda com 13 abates. Na hora da decisão, Wanheda se entregou para o gás e confirmou, além do BOOYAH! argentino, o título da RED Kalunga.

Ranking final – Gigantes Free Fire
Premiação final

1º lugar – RED Kalunga (US$17,5 mil)
2º lugar – GOD Esports (US$10,5 mil)
3º lugar – paiN Gaming (US$7 mil)

A próxima grande competição é a 3ª etapa da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), que começa no dia 22 de agosto. Fique ligado no site e nas redes sociais do Free Fire eSports para mais informações sobre o cenário competitivo.

Comentários (1)

  • responder

    Parabéns para a RED CANIDS KALUNGA que garantiu o título para o Brasil. Parabéns também para todas as equipes brasileiras que representaram muito bem!!!

    1 de agosto de 2020

Deixe um comentário!

a
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

follow us on: