Estreante, GOD chega com as expectativas em alta na LBFF

Ao Free Fire eSports, General, um dos destaques da GOD, comentou sobre ambos os torneios disputados pela sua equipe e as expectativas para a LBFF.

Finalista na 3ª temporada da Free Fire Pro League, a GOD não marcou presença no turno de estreia da Liga Brasileira, mas está confirmada na próxima etapa da competição. Antes de estrear no principal torneio de Free Fire do país, os Deuses do Olimpo encararam dois grandes desafios para pegar de volta o ritmo da elite: a C.O.P.A. e o Gigantes Free Fire, nacional e sul-americano que foram disputados nos últimos meses sem LBFF

No primeiro campeonato, a C.O.P.A. Free Fire, a GOD terminou a fase de pontos na 10ª posição e conseguiu se classificar para as finais nas últimas rodadas do torneio. Na decisão, não conseguiu a taça, mas ficou entre os seis melhores classificados para o Gigantes Free Fire, disputado também pelos times do sul da América Latina. Na competição internacional, os Deuses marcaram o BOOYAH! em quatro das oito quedas disputadas, um aproveitamento de 50%. Ainda assim, o título não veio. Faltaram eliminações.

Ao Free Fire eSports, General, um dos destaques da GOD, comentou sobre ambos os torneios disputados pela sua equipe, destacando a importância da campanha no sul-americano para a moral do elenco.

“Bom, na fase de pontos da C.O.P.A Free Fire eu não acho que o nosso desempenho foi dos melhores, terminamos na 10ª colocação e quase não classificamos. Mesmo assim conseguimos ir bem no primeiro dia das finais, decaímos só no segundo dia e acabamos ficando sem o título. No Gigantes, eu acredito que a gente foi muito bem, fomos constantes no BOOYAH! e faltou somente nas eliminações”, disse.

“Foi muito bom para a gente ter ido bem no Gigantes, sabe? Somos um time novo, então o resultado já serviu de motivação e deu um impulso a mais para entrarmos com tudo na LBFF”, completou.

General, que admitiu não sentir pressão em representar uma das tags mais tradicionais do Free Fire no país, falou sobre a preparação para a Liga Brasileira e afirmou que o time já está trabalhando em cima dos erros cometidos nos campeonatos recentes. A equipe, segundo ele, está muito ansiosa para estrear e dar muita bala no nacional.

“Estamos todos muito ansiosos para disputar a LBFF pela primeira vez, é algo que todo o time sonhou e vamos dar o nosso melhor agora que conseguimos a vaga. Estudamos os erros que estávamos cometendo e já estamos trabalhando em cima disso, vamos com tudo atrás do título”, continuou.

Na C.O.P.A. e no Gigantes Free Fire, a GOD entrou com um elenco robusto. Além de General, a formação principal conta com Broco, Luffy e Pato. No banco, estavam a disposição do time Dark, Leila e o recém-chegado Alok10. No geral, todos tiveram a chance de jogar pelo menos uma partida e provaram seu valor. 

Apesar de tudo, General não descarta novidades na equipe e pede para que a torcida continue apoiando a GOD, que vai brigar 200% pelo título da LBFF.

“Durante o intervalo entre a Gigantes Free Fire e a LBFF nós fizemos alguns testes com alguns jogadores, mas não posso revelar se teremos novidades ou não na equipe (risos)”, revelou.

“Para a torcida da GOD, vocês podem esperar bastante da gente. Vamos dar o nosso máximo, jogar o Free Fire que a gente sabe e lutar pelo título até o final. É isso e Go GOD!”, exaltou.


Leia também:

Categorias: Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , , ,

Deixe um comentário!