Black Dragons mantém elenco campeão e mira no troféu da LBFF

Black Dragons venceu a C.O.P.A. e pode coroar a boa temporada com uma campanha de ouro na LBFF. Elenco aposta em sinergia, equilíbrio e foco nas finais.

Se há uma equipe que merece toda a atenção na próxima etapa da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), essa é a Black Dragons. Os campeões da primeira edição da C.O.P.A. Free Fire parecem estar no auge de suas carreiras e prometem dar muito trabalho na principal competição do circuito nacional.

Mesmo ficando em quarto lugar no Gigantes Free Fire, a equipe pretende manter o ritmo visto nas duas últimas competições oficiais e prevê que, com essa estratégia, que é pautada em ações equilibradas, pode, novamente, se dar bem contra os rivais.

“Por enquanto pensamos em manter o padrão de jogo, vamos focar bastante nas classificatórias testando aos poucos novas estratégias, o foco sempre é a final”, revela Jubinha

“A equipe chega completa e madura para essa LBFF, atualizada no meta e sempre inovando. As duas competições recentes foram fundamentais para o desenvolvimento do time, principalmente a C.O.P.A. FF que, por ser mais longa, deu para pegar bastante experiência e aumentar o entrosamento”, destacou Phoenix.

Essa tranquilidade demonstrada pelos jogadores pode ser vista nas quedas durante as competições e foi um dos pilares do time na C.O.P.A. Free Fire. O que reforça isso é justamente a distinção na fase de grupos com relação à fase final. Tudo parecia estar friamente calculado pela BD e nem mesmo o 7º lugar no período eliminatório esmoreceu a equipe, que chegou voando nas finais.

“Vamos conhecer nossos adversários novamente e, ao decorrer do campeonato, nos adequaremos, sempre guardando as cartas na manga para as finais”, disse OTremBB, melhor jogador da equipe nos campeonatos recentes. 

O preparo para as finais também é algo ressaltado por Phoenix, que acredita que a fase eliminatória, por mais que seja séria, apresenta muitos testes e não a real estratégia das equipes.

“Iremos gastar algumas estratégias para garantir a classificação para as finais, assim como foi feito na C.O.P.A., e guardar outras para as finais, pois não adianta ir bem na classificatória e chegar na final sendo previsível. Vamos buscar esse equilíbrio de táticas para sempre quando precisar ter cartas na manga”, reforça Phoenix.

Já falando do jogo especificamente, os jogadores esperam que o Lança-Granadas, a arma que praticamente decidiu a maioria dos jogos na C.O.P.A., seja, novamente, o destaque, mas observam que seria melhor que ela fosse menos utilizada, a fim de deixar tudo mais competitivo.

“Tudo vai depender da taxa de drop dos lanças, eu gostaria que fosse menor, pois com isso a jogabilidade individual de cada um se sobressai mais, com uma arma tão forte como essa sendo rara na partida. Se não for o lança, acho que vai ser a Barret que vem muito forte também para quem sabe manusear”, pondera Phoenix.

paiN Gaming como principal rival?

Olhando para os oponentes, tanto Jubinha quanto OTremBB consideram a paiN Gaming como a principal concorrente dentro da competição. Já Phoenix vê um equilíbrio maior entre todas as equipes, mas inclui a B4 como forte candidata à LBFF.

“De nível técnico, eu acho que a B4 está bem parelha também, são 2 times [B4 e paiN] que têm o individual de cada jogador muito forte”, avalia Phoenix.

Recado para os torcedores

“Daremos nosso melhor em busca desse título e a classificação para o mundial”, OTremBB.

“Espero que nossa torcida continue nos apoiando como sempre, e podem ter certeza que vamos chegar forte nesse brasileiro e se Deus quiser no mundial. Cada mensagem de apoio nos fortalece muito, sempre gostamos de ler os recados dos fãs antes das partidas, isso motiva muito”, completa Phoenix.


Pré-LBFF:

Categorias: Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , , , ,

Deixe um comentário!