Autobut quer Fear mais agressiva na LBFF e reforça poderio dos Grupos A e B

Autobut fala sobre desempenho da Fear na Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), o que atrapalhou o início de campeonato da equipe e a força dos Grupos A e B.

Faltam seis rodadas para terminar a fase de pontos da 3ª etapa da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) e as equipes da parte de baixo da tabela estão dando a vida por um espaço na zona de classificação. Entre os times que estão na corrida pelo Top 12, está a Fear, que na última rodada no domingo apareceu como um dos destaques, conseguindo boas posições e abates importantes na maioria das quedas que disputou.

Mudamos o estilo de jogo e entramos um pouco mais agressivo nas partidas, com isso a gente conseguiu jogar mais solto”, comentou Autobut em entrevista ao Free Fire eSports

Autobut foi um dos responsáveis pela performance da Fear na 12ª rodada. Individualmente, ele somou 12 eliminações, o mesmo número que o Japa, do Corinthians, com quem dividiu a liderança em abates individuais. Mesmo que tenha evoluído e se apresentado de maneira mais agressiva, Autobut reforça que a Fear precisa trabalhar ainda mais se quiser uma vaga nas finais.

Precisamos agressivar ainda mais, mas com inteligência, porque nosso time tem um grande poder de fogo”, pontuou. 

Explorando os números do domingo, a Fear foi a quinta equipe que mais pontuou na rodada, somando um BOOYAH! e mais outra queda em 1º lugar, onde caiu em segundo, mas terminou com o maior número de pontos.

Mudamos recentemente para a GH e estamos nos adaptando ainda, faz pouco tempo que trocamos de capitão também”, disse Autobut, justificando porque a Fear demorou para encaixar o seu jogo. 

No 14º lugar com 637 pontos, mesma pontuação que a INTZ, a Fear aposta no bom desempenho em Purgatório para subir na tabela. Kalahari, no entanto, é um local a ser explorado e parece ser uma pedra no sapato do time. 

Nosso time tem muita facilidade em Purgatório e por nossas rotações serem mais rápidas estamos com dificuldade em Kalahari, não conseguimos encaixar nosso jogo ainda”, analisou.

No Grupo B, a Tropa do Medo volta a jogar no sábado (3) contra o Grupo A, mandante da Semana 7. Autobut exalta a força do seu grupo, mas cita a dificuldade de jogar contra as equipes do Grupo A, considerado por ele um dos mais complicados para bater de frente.

Na minha opinião caímos no grupo mais difícil, mas o Grupo A é um dos mais difíceis de enfrentar porque nossas rotações sempre se encontram e eles estão muito bem na tabela, assim jogando mais soltos”, completou.


Leia também:

LBFF em números: paiN precisa melhor se quiser ir às finais

Categorias: Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário!