Image Alt
  /  Free Fire   /  KaBuM! aposta na experiência de FLQp para fugir do rebaixamento

KaBuM! aposta na experiência de FLQp para fugir do rebaixamento

Novo reforço dos Ninjas, Luiz “FLQp” fala sobre chegada na equipe, estreia e desafios na reta final da LBFF

A KaBuM! e-Sports ascendeu na reta final da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) e o rebaixamento tem se tornado cada vez menos a realidade dos Ninjas. O último final de semana foi muito bem aproveitado pela equipe, que apareceu com um reforço mais do que conhecido agregando no elenco: o ex-B4 FLQp, que disputou a primeira temporada da Liga Brasileira.

“Minha estreia pela KaBuM! foi ótima, é sempre uma honra jogar a LBFF. O meta está diferente, mas com a ajuda dos meus companheiros eu consegui me adaptar rapidamente e pude ajudá-los no final de semana”, avaliou flQp.

No 15° lugar, a KaBuM! tem 788 pontos, 100 a menos que a Vivo Keyd, acima na tabela, e 25 a mais que a Los Grandes, 16ª colocada. Faltando seis quedas, a briga na parte de baixo da tabela será intensa, mas as expectativas são as melhores. Mesmo que a classificação para as finais não seja realidade, o clima entre os Ninjas é o melhor possível.

“Final de campeonato é sempre tenso! Estamos com expectativas muito boas e treinando intensamente todos os dias para garantir resultados positivos. Estamos consertando os erros para chegar nesta última semana capazes de brigar por melhores posições”, disse flQp.

No último sábado, na Rodada 15, a KaBuM! fez o seu melhor dia: foram 112 pontos e 28 abates. No domingo, um pouco mais “magra”, a equipe anotou 83 pontos e 18 abates, além do BOOYAH! na primeira queda em Kalahari. A experiência que carrega nas costas com certeza foi um fator que ajudou na evolução da KaBuM!, apontou FLQp:

“Eu acredito que o que mais agregou foi a minha experiência dentro do jogo. Eu já joguei vários outros campeonatos oficiais da Garena e essa bagagem influencia bastante, acho que dei um gás a mais para a molecada”.

Apesar da experiência, ele não nega que sentiu o peso da estreia, ainda mais pela situação dos Ninjas. No entanto, não foi algo que o atrapalhou na hora do vamos ver.

“É inevitável (quanto ao peso), mas procurei jogar leve e solto, sempre com foco na responsabilidade de conseguir contribuir com o meu time”, completou o jogador.


Leia também:

Boletim da Semana 8 da Série A da LBFF

Garena e CUFA anunciam Taça das Favelas Free Fire

LBFF em números: paiN esboça reação. Agora vai?

“Vamos em busca do topo sempre”, cravou WalterXL, técnico da Los Grandes

Deixe um comentário!

a
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

follow us on: