LBFF em números: para a final, agressividade ou cautela?

As 12 melhores equipes do país se enfrentam nas finais da LBFF, mas cada uma com seu estilo. Qual será a melhor estratégia para garantir a taça?

As 12 melhores equipes do país se enfrentam nas finais da Liga Brasileira de Free Fire, mas cada uma com seu estilo. Qual será a melhor estratégia para garantir a taça?

Está chegando a hora. As finais do 3° Split da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) acontecem neste final de semana e colocarão frente à frente as 12 melhores equipes do país, que se classificaram após 72 quedas extremamente bem jogadas e disputadas. São elas: Santos, Black Dragons, Flamengo B4, SS, RED Kalunga, Cruzeiro, GOD, Corinthians, Team Liquid, FURIA, Vivo Keyd e paiN Gaming.

Além de levar em conta o desempenho de cada um dos times e seus respectivos jogadores na fase de grupos, para avaliar quem pode ser o campeão do torneio precisaremos levar em conta muitas variantes, números e estilos. Mas se você, amigo leitor, pudesse escolher uma estratégia, qual seria: agressividade ou cautela?

Por mais equilibrado que seja o cenário brasileiro do Free Fire, é necessário apontar que algumas equipes não conseguiram colocar na prática seus estilos em todo o momento, mas, em algumas quedas, tudo pode mudar. Observemos, por exemplo, a paiN. Depois de uma fase de grupos conturbada e muitas mudanças, a equipe, que no começo era apontada como a grande favorita, se classificou apenas no último fim de semana, em 12º.

Notadamente uma equipe agressiva, a fase de grupos da paiN foi bem irregular, mas até que o número de abates foi bom: 212 em 72 quedas. Por aqui, não há segredo: a equipe conhece o caminho das pedras e sabe que seu melhor Free Fire é indo para cima com tudo, como vimos na C.O.P.A. FF.

Ainda no campo da agressividade, podemos destacar o Flamengo. Os cariocas terminaram a fase de classificação em 3º, mas, se observarmos os números, eles tiveram alguns dos melhores retrospectos. Exemplo: maior pontuação em uma queda, com 54 pontos, mais abates em uma única queda, com 17, maior pontuação em uma rodada, com 179 pontos e maior número de abates em uma rodada, com 47.

Já em um outro estilo, mas com igual eficiência, podemos destacar a Black Dragons. Detentora do recorde de BOOYAHs!, com 13 ao todo, os atuais campeões da C.O.P.A. FF estão em grande fase e mostram que, com um jogo coletivo forte e equilibrado, é possível dominar as quedas sem rushar tanto quanto outros times.

Novamente: há muito equilíbrio e todos os participantes desta final podem ser campeões, sem demagogia. Olhando os números, podemos tentar identificar qual é o melhor caminho e estratégia para levantar a taça e exemplos para qualquer que seja o modo não faltam. 

Acompanhe as finais da LBFF ao vivo, a partir das 13h no SporTV e canais oficiais do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!.


Leia também:

Vote no seu jogador favorito para ser o Brabo da Galera da LBFF 2020!

LBFF Série B: Team oNe e Real são promovidas para Série A

Análise: final da 3ª etapa da LBFF é uma das mais imprevisíveis de todas

Os destaques da Série A da LBFF na fase regular

Machado acredita em título da Fla B4 e quer “fazer a boa” para a Nação

Veja os palpites dos jornalistas para a final da LBFF!

Categorias: Free Fire, LBFF, Série A
Tags: , , , ,

Deixe um comentário!