FFCS: Team Liquid é campeã das Américas

No critério de desempate, Cavalaria leva a melhor sobre o Santos e fatura o título mais importante do Free Fire na temporada.

A América tem um novo rei! A Team Liquid foi campeã da Free Fire Continental Series (FFCS) das Américas neste sábado (28) e faturou, além do título mais importante da temporada, o prêmio de US$ 80 mil! A Cavalaria se manteve em alta durante todo o torneio e tomou o primeiro lugar na penúltima queda. Na decisão em Kalahari, o Santos encostou com os mesmos 151 pontos, mas o critério de desempate (pontos por colocação), favoreceu Lukas.TD, Boss, Martins, Zenac e o técnico Souto, consagrados campeões. Em números, foram 79 pontos de colocação contra 75 do Peixe. Lukas.TD, com 13 abates, foi o MVP do torneio.

No lado do LATAM, a melhor colocada foi a Arctic, que ficou em 8° lugar. O Cruzeiro, que “venceu” no Play-In, foi o pior brasileiro do dia: 9° colocado com 69 pontos.

Liquid é campeã da FFCS das Américas!

Veja como foram as quedas:

Queda 1 – Bermuda

BOOYAH! da SS! No final de queda contra Santos, Flamengo B4 e Ignis, os atuais campeões da LBFF abusaram do estilo agressivo característico do time e não perdoou os adversários. A Ignis caiu na trocação contra o Santos, enquanto a SS doutrinou o Mengão com Leal no rushadão. Na briga final, a SS foi mais uma vez explosiva e abusou da vantagem numérica no 3×2 contra os Meninos da Vila! Ao todo, foram 10 abates da SS, sendo 4 assinados por Leal e 3 por Cauan, MVP da LBFF.

Queda 2 – Purgatório

Dobradinha da SS em Purgatório! Liderada por Pão, responsável por 6 das 10 eliminações do time, o Esquadrão Suicida fez mais 40 pontos na segunda queda e disparou na tabela da FFCS! O final de queda contou ainda com Flamengo e Team Aze. A equipe do México deu aula de rotação e chegou bem para brigar pelo BOOYAH!, conseguindo até eliminar a RED Kalunga no Top 4. A posição entre Flamengo e SS, no entanto, prejudicou o time de Dioxzy, que acabou caindo na mira dos brasileiros.

A situação era favorável para os rubro-negros, que estavam imparáveis na queda, com muitas eliminações na conta. Na desvantagem com um jogador a menos, a SS teve Pão salvando o dia: com uma granada excepcional, ele deitou dois jogadores do Flamengo e abriu espaço para o avanço da SS, que não perdoou o compatriota e assinou mais uma vitória na queda.

Queda 3 – Kalahari

Kalahari teve nome e sobrenome: paiN Gaming. Com 13 abates e 46 pontos no total, os Tradicionais bateram Team Aze, Flamengo B4, Cruzeiro, Ignis, Liquid e Savage para construir um BOOYAH! no melhor estilo do Brasil! RiccK, com 4 abates, foi o destaque da partida, que terminou com um duelo Brasil x Argentina. Team Liquid e paiN disputaram o BOOYAH! com a Savage. A equipe da FFL pressionou a Cavalaria, que mal posicionada, acabou finalizada pela paiN. No 4×2, a vantagem era clara para os brasileiros, que avançaram na casa onde estavam os argentinos e confirmaram a vitória sem muitas dificuldades.

Queda 4 – Bermuda

Os vice-campeões da LBFF doutrinaram no retorno a Bermuda! Com um domínio inteligente do terreno elevado, a Vivo Keyd apareceu muito bem e marcou o BOOYAH! na quarta queda. R7 foi o grande destaque do time e somou metade dos 8 abates confirmados pelos Guerreiros, que triunfaram em cima da Team Liquid no 4×4 final. A decisão ainda teve Flamengo e paiN vivos no Top 4: o rubro-negro acabou eliminado pelos Tradicionais, que caíram na mira da VK no highground. A queda foi um pouco mais rápida do que as anteriores e contou com várias eliminações em sequência no meio-final de partida. Foi a pior queda das equipes do LATAM, que não chegaram a disputar o Top 5.

Queda 5 – Purgatório

No retorno a Purgatório, uma queda mais do que explosiva: ainda no primeiro gás, várias trocações aconteceram e antes do meio-final de jogo, restavam somente cinco equipes na briga pelo BOOYAH!: Arctic, Santos, Cruzeiro, Team Liquid e RED, com o Wanheda sendo o único sobrevivente. O membro da Matilha foi o primeiro a cair, seguindo de Arctic e Santos, que foram eliminados por Cruzeiro e Liquid, respectivamente. No duelo final contra o Cabuloso, a Cavalaria abusou da vantagem de recurso, número de jogadores e posição: Boss não deu espaço para os adversários trabalharem e unindo a distância com o rush de uma maneira incrível, os campeões da LBFF fizeram o BOOYAH! com 11 abates!.

Queda 6 – Kalahari

Na última queda em Kalahari, uma surpresa: A Team Liquid precisava de uma boa queda para confirmar o título, mas acabou caindo cedo, assim como SS e Flamengo, que também brigavam na parte de cima. Em contrapartida, o Santos brilhou e fez o BOOYAH! com 14 abates e 48 pontos, levando a melhor em uma final que contou ainda com paiN Gaming, Arctic Gaming, Vivo Keyd e RED. Apesar do esforço ter sido válido, o Santos acabou com o vice-campeonato: empatando em pontos gerais com a Liquid, o primeiro critério de desempate favorecia a Cavalaria, mais tarde confirmada campeã.

Veja a classificação final:

No dia 5 de dezembro acontece a grande final da Taça das Favelas, com transmissão ao vivo nos canais oficiais do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!. Acompanhe o site oficial e as redes sociais do Frifas para mais informações.

Categorias: Free Fire
Tags: , , ,

Deixe um comentário!