Furia faz dobradinha e encosta na liderança da LBFF 4

Igualando a melhor queda do campeonato até o momento, a Furia supera as dificuldades e mostra um Free Fire de alto nível neste domingo (31). Apesar do dia ruim, Vivo Keyd segue na liderança por um ponto.

Igualando a melhor queda do campeonato até o momento, a Furia supera as dificuldades e mostra um Free Fire de alto nível neste domingo (31). Apesar do dia ruim, Vivo Keyd segue na liderança por um ponto.

O segundo domingo da quarta temporada da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) teve quedas absolutamente insanas e cheias de trocação. Durante a transmissão, os casters da Garena já previam: em dia de quedas com o Grupo A, o tom será de agressividade — e não deu outra.

Com um domingo muito consistente e somando 43 abates, 87 pontos e dois BOOYAHs, a Furia encostou de vez na liderança e ficou a apenas um ponto da Vivo Keyd, que não foi tão bem na quarta rodada, mas conseguiu pontos importantes para se manter na liderança do certame.

A quarta rodada da LBFF 4 também marca o bom desempenho do Fluxo, que também teve BOOYAH, e da LOUD, que conquistou uma vitória importante em purgatório.

Confira abaixo os vencedores e os resumos das quedas desse domingo (31):

Queda 1 – Purgatório

Booyah: Flamengo (+25 pontos)

Como era de esperar, por contar com o pessoal do Grupo A, as quedas seriam cheias de trocação e logo de cara, a Black Dragons, notadamente uma equipe mais cautelosa, foi pra cima e eliminou a SS, uma das mais agressivas do circuito.

Depois de alguns combates aleatórios, foi a vez de a INTZ eliminar a então líder da LBFF 4, a Vivo Keyd, que estava mal posicionada e acabou levando bala de todos os lados, sempre com o comando de Moreira.

Mas a jogada da partida, porém, foi feita sem trocações; a Fúria, que foi a segunda melhor na queda, eliminou três jogadores do Cruzeiro com apenas uma granada manual, ganhando bons e importantes pontos por abate, além de impedir um crescimento dos mineiros.

Depois de uma queda maluca, nada melhor do que ela ser finalizada com um embate triplo entre a BD, Loud e o vencedor, o Flamengo, que somou 13 abates e 25 pontos com seu BOOYAH. Ele veio depois de um bom enfrentamento com a BD, que estava completa naquele momento, e com a Loud, que acabou afetada por uma jogada de lança-granadas feito por TKSHY, que eliminou três adversários.

Queda 2 – Kalahari

Booyah: Cruzeiro (+21 pontos)

A história da primeira ida à Kalahari pode ser contada por duas equipes: o Cruzeiro, que conquistou seu terceiro BOOYAH na LBFF 4, e o Fluxo, que mostra, aos poucos, que está entrosando e se aproveitando do alto nível de seus jogadores.

O Cruzeiro, depois de não ir tão bem assim na primeira queda, foi para cima da Black Dragons e conseguiu um bom squad wipe, enchendo os mineiros de confiança para o que viria depois, um confronto ainda mais complicado contra o próprio Fluxo.

A equipe de Nobru, Japa BKR e companhia, por sua vez, começa a criar uma rivalidade com o Corinthians, ex-time desses grandes jogadores. Em meio ao deserto Kalahari, essas equipes travaram um belo confronto, que acabou com um Fluxo vencedor, mas “cansado”.

Com rotações bem feitas e equipes mais combalidas por esses confrontos, quis o destino que Cruzeiro e Fluxo fizessem o confronto final pelo BOOYAH. O 2×2 contou com Cebolinha e Nativa da Raposa, contra GODKill e Syaz, do Fluxo. Após a dupla cruzeirense conseguir eliminar Syaz, restou a GODKill ir para o gás e não dar os pontos pelo seu abate aos adversários.

Dos 9 abates do Cruzeiro na queda, 5 foram de Cebolinha, o melhor em Kalahari. O Fluxo, que começa a crescer, somou 18 pontos.

Queda 3 – Bermuda

BOOYAH: Fluxo (+19 pontos)

Começa, de fato, a nascer uma grande rivalidade na LBFF 4: Fluxo e Corinthians. Depois de duas quedas seguidas com o Fluxo wipando o Timão, o terceiro confronto poderia indicar que o atual campeão mundial aprendesse a lição e soubesse como lidar com seus ex-jogadores. Ledo engano.

Depois de uma partida bem inteligente e com ótimo posicionamento, o Fluxo wipou o Corinthians mais uma vez, mas, dessa vez, a vitória nesse embate garantiu o BOOYAH para o Fluxo, o segundo na LBFF4.

A primeira queda em Bermuda começou bem agitada, com um squad wipe da LOUD para cima do Flamengo, uma da VK sobre a LOUD e uma da Furia sobre a VK. Tudo muito louco.

Por outro lado, o Fluxo fez uma boa leitura de safe, enquanto Corinthians e Cruzeiro buscaram posicionamentos mais conservadores. Ao final da queda, quando pensávamos que o Fluxo, que estava justamente entre a raposa e o Timão no mapa, teve em GODKill seu grande líder e, com bom uso de sua sniper, varreu o Cruzeiro e conseguiu duelar bem contra o Corinthians para garantir o BOOYAH.

Nobru e Japa, os sobreviventes, foram o responsáveis por eliminar o Corinthians. Mais lei do ex, impossível.

Queda 4 – Purgatório

BOOYAH: LOUD (+20 pontos)

Na volta a purgatório, um Free Fire do mais alto nível. A LOUD finalmente consegue seu BOOYAH, com o melhor posicionamento na queda e, para sacramentar tudo, um belo confronto contra o Fluxo, que segue crescendo e empilhando abates incríveis.

Como tem acontecido na quarta rodada, muita trocação e confrontos espalhados pelo mapa, como o embate triplo entre Corinthians, Team One e Fúria. Depois, a própria Team One, que está muito bem, wipou a VK.

Entretanto, a peleja do mapa foi mesmo entre LOUD e Fluxo. Com uma jogada inusitada de Cauan, que estava munido de um lança-granadas, vários jogadores da própria equipe e do Fluxo acabaram atingidos, sobrando para Nobru e Nooda se enfrentaram ao final. Entretanto, Nooda surpreendeu Nobru e, após agir com um mini-lança e eliminar outro dos jogadores do Fluxo, o jogador da LOUD deu a volta por trás da confusão e abordou o melhor do mundo com uma shotgun (12)

BOOYAH sensacional da LOUD.

Queda 5 – Kalahari

BOOYAH: Furia (+27 pontos)

O mapa de Kalahari é conhecido por ser menor e proporcionar muitas trocações, mas em sua segunda queda nesse domingo (31), demorou para o jogo engrenar. Com uma safe surpreendendo todos os times, quem soubesse fazer a melhor leitura de jogo iria se aproveitar muito bem disso. Melhor para a Furia.

A equipe, que vinha bem no dia, conseguiu 15 abates e um BOOYAH impecável, igualando a B4 com 27 pontos, feitos no domingo passado. Isso, aliás, foi possível, graças ao posicionamento privilegiado e a boa mira de memgod, que somou 5 abates e foi o melhor da queda juntamente com One9.

A Furia, aliás, conseguiu esse BOOYAH eliminando equipes importantes, como a SS, que apesar do dia ruim, estava fazendo uma boa partida em Kalahari, B4 e LOUD, que duelavam antes dos confrontos finais e tiveram abates “colhidos” pela própria Furia.

Queda 6 – Bermuda

BOOYAH: Furia (+20 pontos)

Seguindo no embalo da queda passada, a Furia conseguiu sua dobradinha e, em mais um confronto com a SS E-Sports, cravou mais um BOOYAH com excelente desempenho nas trocações, somando 8 abates.

Dessa vez, além da agressividade, a Furia soube como rotacionar e se aproveitou de um bom posicionamento para poder fazer valer seu estilo.

A Semana 3 da LBFF 4 começa no próximo sábado (6) com o Grupo C enfrentando o Grupo A. Acompanhe ao vivo na Loading e nos canais oficiais do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!.

Categorias: Destaques, Free Fire
Tags: ,

Deixe um comentário!