Team Liquid e Red Canids fazem dobradinha, mas SS E-Sports assume liderança da LBFF 4

Equipes que vinham mal na tabela esboçam recuperação e mostram que estão no páreo pelo G-12. SS, por sua vez, volta à liderança com desempenho consistente e crava um BOOYAH e boa pontuação, assim como a LOUD

Equipes que vinham mal na tabela esboçam recuperação e mostram que estão no páreo pelo G-12. SS, por sua vez, volta à liderança com desempenho consistente e crava um BOOYAH e boa pontuação, assim como a LOUD

A quarta temporada da Liga Brasileira de Free Fire chegar ao seu terceiro fim de semana com mais mudanças na tabela de classificação e com algumas surpresas. Com início ruim nas quatro primeiras rodadas, Team Liquid e Red Canids mostraram que estão vivas na competição e cravaram dois BOOYAH cada, com a Cavalaria somando 86 e sendo o melhor time do sábado (06).

A Red, por sua vez, que havia começado a quinta rodada na lanterna do certame, conseguiu uma boa recuperação e, mesmo sem altíssimas pontuações, já começa a acertar o seu jogo e vislumbrar melhores posições na tabela de classificação.

Com um BOOYAH e ótima média de abates, a SS E-Sports, que não foi tão bem no último fim de semana, conseguiu se recuperar e, liderada por MTS007, recuperou a liderança anotando 75 pontos, 32 abates e chegando aos 255 tentos no torneio.

Veja abaixo um resumo de cada uma das quedas da quinta rodada da LBFF 4:

Queda 1 – Purgatório

BOOYAH: Red Canids (+20 pontos)

Como quase sempre acontece nas primeiras quedas do dia, se você quiser ter o tom do que serão as demais disputas, basta acompanhar com atenção o que acontece no início das partidas. Depois de mais de 10 minutos sem um tiro sequer, a ação começou em Purgatório com tudo muito amarrado, mas com os indícios claros que mostravam que a equipe que tivesse mais precisão, venceria.

A Red Canids, que naquele momento estava na lanterna, conseguiu superar o marasmo da primeira queda e conquistou um belo BOOYAH somando oito abates, quase todos conquistados um pouco antes do final da disputa, quando LOUD e Team Liquid se enfrentaram e a Cavalaria ficou com apenas um jogador vivo. Essas duas equipes, curiosamente, também iriam bem no decorrer dos jogos.

Com essa tarefa facilitada, nem mesmo a ausência de Wanheda, destaque da equipe e que fora eliminado momentos antes, diminuiu o ímpeto da Red, que conquistou a vitória e 20 pontos para a conta.

Queda 2 – Kalahari

BOOYAH: Team Liquid (+25 pontos)

Tendências e mais tendências. Kalahari é um mapa em que, por ser menor, traz mais emoções e muito mais confrontos. Melhor para a Team Liquid, que chegou na quinta rodada disposta a melhorar sua colocação na tabela — algo que conseguiu com maestria.

Aqui o show a caminho do BOOYAH foi intenso, com muitas trocações acontecendo durante a partida, que foi marcada por vários rushes e uma Team Liquid que se aproveitou muito disso, sempre colhendo abates. Via uma confusão? Ia para cima e colhia pontos, sempre fazendo uso das granadas, que são decisivas em situações como essa.

Não à toa, foram 13 abates e 25 pontos ao todo. Destaque também para a LOUD, que se colocou entre as melhores em mais uma queda.

Queda 3 – Bermuda

BOOYAH: Red Canids (+ 17 pontos)

Com as equipes esperando pouco mais de 10 minutos sem dar um tiro sequer, a primeira queda em Bermuda privilegiou aquelas equipes que se posicionaram melhor e optaram por serem menos agressivas, casos de Cruzeiro, B4, Santos e o vencedor da partida, a Red Canids Kalunga, que somou 17 pontos, com apenas cinco abates.

A equipe foi conseguir sua primeira kill já nos minutos finais de partida, quando conseguiu eliminar dois jogadores da B4. Sem reação, essa equipe acabou se jogando no gás para não dar mais eliminações para a Red.

Depois disso, com o Santos eliminando o Cruzeiro e mantendo ainda três jogadores, a tarefa da Red ficou facilitada, já que eles se posicionaram de tal maneira que a Red, com apenas uma granada lançada por Wanheda, conseguiu abater os meninos do Peixe e somou o segundo BOOYAH do dia.

Queda 4 – Purgatório

BOOYAH: Team Liquid (+29)

Diferente da primeira queda em Purgatório, a segunda já começou com um belo confronto entre a Team Liquid e a Meta Gaming. E, desculpem a repetição de palavras, mas “tendência” é a mais falada nessa quinta rodada.

Em um dia em que a morosidade se fez presente em boa parte das partidas, quem teve um pouco mais de ousadia se deu bem, como novamente a Team Liquid, que fez um BOOYAH e, de quebra, o recorde de abates em uma só partida na LBFF 4: 17 kills. O enredo foi parecido com o bom desempenho de Kalahari: aproveitar-se bem das confusões entre outros times e colher abates. Entretanto, não foi apenas isso. Os wipes para cima de Meta e SS E-Sports (que vinha bem na queda) contribuíram demais e encheram o time de confiança e, claro, pontos.

E por falar em SS, que também foi bem na quinta rodada, pode ser observado que a equipe está retomando seu melhor desempenho. Prova disso é que ficou mais uma vez entre os melhores e conseguiu vitórias em embates decisivos. O mesmo, por exemplo não podemos dizer da LOUD, que acabou wipada pela Pain após um erro de estratégia.

Queda 5 – Kalahari

BOOYAH: SS E-Sports (+17 pontos)

Depois de algumas partidas batendo na trave, foi a vez da SS E-Sports conseguir seu BOOYAH, e de uma maneira pouco usual dentro do seu estilo de jogo: esperando mais do que rushando. E o mais curioso é que isso aconteceu justamente em Kalahari, mapa sabidamente aberto e afeito à trocações.

Com uma boa safe predict, a SS se posicionou bem e apenas observou a trocação franca entre B4 e Red Canids ao final da queda para conquistar sua vitória e somar seus cinco abates. Até aquele momento, aliás, a equipe tinha apenas uma kill, mas com a B4 inteira para o confronto (mas com posicionamento perigoso), sobrou qualidade e tranquilidade para os líderes da LBFF 4 wiparem os adversários.

Queda 6 – Bermuda

BOOYAH: LOUD (+24 pontos)

Tal qual aconteceu com a SS, a LOUD também vinha tendo um desempenho muito bom na quinta rodada e mereceu seu BOOYAH na volta à Bermuda, a última queda do dia. E essa vitória foi contundente, com 12 abates e 24 pontos somados.

Na queda mais disputada do dia, em que Fluxo e Cruzeiro conseguiram 11 abates cada, a LOUD soube se posicionar e planejar o seu jogo para conseguir finalizar à frente delas e subir algumas posições na tabela. Já eliminadas, coube a Fluxo e Cruzeiro apenas torcer.

Nos momentos derradeiros, aliás, a LOUD deu um show. Como citamos, seu posicionamento foi a chave para a vitória e, chegar com os quatro jogadores vivos é prova dessa boa estratégia. Isso foi primordial, já que a B4 também chegou inteira e o 4×4 era iminente.

Com um roteiro parecido com confronto contra a SS, a B4 acabou dizimada por estar em desvantagem no campo de batalha.

A próxima rodada da LBFF 4 acontece no próximo domingo (7), com as quedas entre os grupos C e B.  Acompanhe ao vivo na Loading e nos canais oficiais do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!.

Categorias: Destaques, Free Fire
Tags: , , , ,

Deixe um comentário!