lbff 5

LBFF 5: As expectativas do trio Folha, Maah Lopez e Solotov

A LBFF 5 começa neste sábado (12) e nós reunimos o trio de casters Folha, Maah Lopez e Solotov para debaterem sobre a competição.

A LBFF 5 estreia amanhã e os nossos especialistas estão com as expectativas em alta, bem como os torcedores e o público no geral, todos esperando uma etapa ainda mais disputada do que foi a última. Folha, Maah Lopez e Solotov comentaram sobre o clima do torneio após a Free Fire World Series 2021, as equipes que chegam da Série B e a importância da janela de transferências para manter o alto nível do campeonato nacional. 

A LBFF é o campeonato mais disputado do mundo, temos dois times entre os quatro melhores do planeta. O torneio é longo, serão 18 rodadas, e, nesse caminho, tudo pode acontecer. A mistura de jogadores experientes e novas promessas é o principal combustível que põe fogo na competição. Mudanças de lines, de organizações, quem sobe, quem cai? A única certeza sobre a LBFF é que não dá pra perder nenhuma queda”, disse Folha. 

Sobre a chegada de novas equipes na elite, Maah Lopez comentou a respeito. A narradora, que passou pela Série B antes de chegar na Série A, tem muita propriedade para falar sobre os times que chegam da segunda divisão. Segundo elas, a adaptação tem que ser rápida, mas Team Codasolid, Nitroxx Top 10 e Los Grandes podem sim surpreender.

Acredito que as equipes que subiram chegam ao nível mais elevado do competitivo no Brasil e vão precisar se adaptar ao estilo de jogo o mais rápido possível para brigar pelo título e podem surpreender bastante quem já estava na Série A”, comentou Maah.

A apresentadora do Airdrop levantou um ponto importante: a adaptação. Não são só as equipes que chegaram na elite que precisam se adaptar ao alto nível do torneio. Os times que permaneceram na Série A na etapa passada e fizeram mudanças também precisam passar por esse período de adaptação. 

Solotov acredita que as mudanças são importantes para manter o alto nível da competição, principalmente se a equipe não tiver um histórico positivo.

Mudanças são sempre necessárias, principalmente se a equipe não tiver conseguido um bom desempenho durante a competição passada, e, com certeza, aumenta o nível de cada LBFF. A comissão técnica sempre busca contratar quem está em boa fase, e o Free Fire funciona como qualquer outro esporte, sempre conta com reformulação para tentar manter o mais alto nível”, destacou o analista.

Para Solotov, paiN Gaming e B4 são equipes que fizeram boas mudanças e devemos ficar de olho ao longo da LBFF 5.

Acho que um time que está muito forte é a paiN, que se reforçou com o técnico Metal e trouxe Leal para o papel de capitão, que era o que realmente faltava na equipe. Outro time que ficou muito forte foi a B4, que se reforçou com a ex-dupla do Santos, Lobato e Ruan, dois jogadores muito bons de bala que vão agregar muito ao time”, completou Solotov.

b4 lbff 5
Ex-Santos, Ruan e Lobato foram as principais contratações da B4 para a LBFF 5 (Foto: Bruno Alvares e Jéssica Liar/Garena)

O Brasil não ter ganhado o Mundial muda alguma coisa?

Bem como pontuou Folha, a LBFF é o campeonato mais disputado do mundo. Entretanto, ficou para trás no Mundial, amargando o segundo e quarto lugar com LOUD e Fluxo, respectivamente. O título não ter vindo para o Brasil não muda muita coisa na mentalidade vencedora da região, mas a experiência lá fora pode trazer boas novas para o cenário, aponta Folha.

O resultado do mundial não deve alterar muita coisa no estilo de jogo, nem na mentalidade dos times brasileiros. Claro que sempre que vemos algo novo, seja o estilo de jogo ou as rotações das equipes, é natural tentar adaptar e introduzir ao jogo o que acham positivo. Acredito que a experiência é o ponto chave, jogadores voltam mais cascudos e podem chegar ainda mais fortes, e isso pode fazer a diferença”, analisou.

Maah Lopez concorda, e destaca que LOUD e Fluxo chegam ainda mais fortes em relação a LBFF 4. Segundo a comentarista, a preparação para o campeonato, a experiência de jogar contra os melhores do mundo e a possibilidade de aplicar alguma coisa nova que aprendeu lá fora, por aqui, são indicativos da força dos atuais campeão e vice. 

Vejo Fluxo e Loud ainda mais fortes do que na LBFF 4. Ambos tiveram toda uma preparação para o mundial logo após o término da LBFF e, além do ótimo desempenho no FFWS, a experiência de disputar um torneio internacional vai fazer muita diferença para alguns jogadores. Eles retornam ainda mais leves, mais aquecidos e com mais experiência em outros estilos de jogo. Alguns deles podem inclusive usar algumas estratégias lá de fora, o que pode ser um grande diferencial com relação às demais equipes”, exaltou Maah.


A LBFF 5 começa neste sábado (12), às 13h, com transmissão ao vivo no canal oficial do Free Fire no YouTube e na BOOYAH!, plataforma de streaming oficial da Garena. Além de sábado e domingo, a LBFF também acontecerá às segundas-feiras, sempre a partir das 19h.

Categorias: Destaques, Free Fire, LBFF
Tags: , , ,

Deixe um comentário!